Competitividad y dividendos: Un análisis de la distribución de dividendos y competitividad de empresas del sector siderúrgico y metalúrgico brasileño

  • Victor Hugo Teodoro Ferreira de Sousa Faculdade de Gestão e Negócios - Universidade Federal de Uberlândia

    Mestrando em Administração de Empresas na linha de finanças e controladoria pela Universidade Federal de Uberlândia. Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Uberlândia. Especialista em Gestão Pública pela UCAM. Atua principalmente com os seguintes temas: Política de dividendos, Mercado de Capitais, Finanças corporativas e Governança Corporativa.

  • Dannie Delanoy Carr Quirós Faculdade de Gestão e Negócios - Universidade Federal de Uberlândia

    Mestrando em Administração de Empresas na linha de finanças e controladoria pela Universidade Federal de Uberlândia. Graduação em Administração de Empresas pelo Tecnológico de Costa Rica. Atua principalmente com os seguintes temas: Finanças Internacionais, Finanças corporativas e Governança Corporativa.

  • Luciano Ferreira Carvalho Faculdade de Gestão e Negócios - Universidade Federal de Uberlândia

    Tem Pós-Doutorado em Economia pelo Instituto de Economia da Universidade Federal de Uberlândia. Doutor em economia pelo Instituto de Economia da Universidade Federal de Uberlândia. Possui mestrado
    em administração pela Faculdade de Gestão e Negócios da Universidade Federal de Uberlândia - linha de pesquisa Finanças. Graduação em Administração com ênfase em Finanças pela Faculdade Politécnica de Uberlândia. É professor de finanças da Faculdade de Gestão e Negócios da Universidade Federal de Uberlândia (FAGEN-UFU). Atua principalmente com os seguintes temas: Finanças Internacionais; Mercado de capitais, Finanças corporativas, Governança Corporativa e Econometria.

  • Kárem Cristina de Sousa Ribeiro Faculdade de Gestão e Negócios - Universidade Federal de Uberlândia

    Possui graduação em Administração pela Universidade Federal de Uberlândia, mestrado em Administração pela FEA, Universidade de São Paulo, doutorado em Administração pela FEA, Universidade de São Paulo e Pós-Doutorado em Administração pela FEA, Universidade de São Paul. Professora, nível Associado II, da Universidade Federal de Uberlândia, tem experiência em Administração, com ênfase em Finanças, atuando principalmente nas seguintes áreas: Administração Financeira, Governança Corporativa, Planejamento, Mercado de Capitais.

Palabras clave: Siderurgia e Metalurgia, dividendos, competitividad, finanzas

Resumen

Este trabajo estudia la relación que existe entre las variables distribución de dividendos y la competitividad de empresas brasileñas del sector siderúrgico y metalúrgico entre los años 2008 y 2016. Para ello, fueron recolectados datos de la base de datos de Economática de empresas del sector siderúrgico y metalúrgico de capital abierto presentes en la BM&FBovespa y clasificadas entre los niveles de gobernanza corporativa. La muestra del estudio fue de seis empresas que cumplieron con las exigencias para que sean estudiadas. La hipótesis sugiere que existe una relación positiva y significante entre competitividad y distribución de dividendos. La competitividad es representada por medio del market share y la distribución de dividendos por los dividendos yield. Los resultados de la investigación fueron producto de una regresión linear que mostró que, en apenas dos de las seis empresas estudiadas, existe una relación positiva y significante entre competitividad y distribución de dividendos, por lo cual no se puede aceptar la hipótesis. Además, otras variables >estudiadas presentan una relación significante y positiva con la competitividad. Para trabajos futuros, se recomienda
utilizar otras proxys para medir competitividad.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.
Cómo citar
Ferreira de Sousa, V. H. T., Carr Quirós, D. D., Ferreira Carvalho, L., & de Sousa Ribeiro, K. C. (2019). Competitividad y dividendos: Un análisis de la distribución de dividendos y competitividad de empresas del sector siderúrgico y metalúrgico brasileño. Contabilidad Y Negocios, 14(27), 104-117. https://doi.org/10.18800/contabilidad.201901.007